ELEIÇÕES NO SINTHORESP.

A democracia sugere que haja competição na eleição sindical, com a participação de várias chapas, mas a democracia também exige seja respeitado o Estatuto do Sindicato e que respeite os colegas da categoria profissional.

A calúnia, a injúria, a mentira, a agressividade, a ameaça com telefonemas às famílias de diretores do Sindicato não são atitudes democráticas. Isso é bandidagem.

A chapa-1 não precisa agir criminosamente!!!

Chapa-1 > UNIDADE, TRABALHO, HONESTIDADE.

A chapa-1 é composta por cidadãos sérios, trabalhadores da categoria profissional, que gozam da simpatia da maioria. Esta é a razão das sucessivas vitórias em todas as eleições sindicais.

A chapa-1 é a responsável pelo crescimento espetacular do SINTHORESP. Foi ela quem construiu todas as nossas colônias de férias, dentre elas a maior de todas, que está em fase de acabamento na Praia Grande, com 105 apartamentos ; o hotel escola; as sub sedes; os prédios das sedes centrais, da Rua Taguá, da Casper Líbero, da Barra Funda, etc;            

A chapa-1 criou o melhor departamento jurídico sindical do Pais, um dos melhores departamentos médico e odontológico, departamento de Assistência Social, de Recolocação de Emprego.

A chapa-1, que realiza o melhor e mais organizado campeonato de futebol, que é o orgulho de nossa categoria profissional. Contando com o apoio de atletas, como o Tobias, famoso Goleiro corinthiano, Barguetto, considerado como um dos melhores Árbitro do País que, inclusive,  apitou a partida decisiva e até já cumprimentou o SINTHORESP juntamente com o comentarista Neto, pela TV.

 Sim, porque CHAPA-UM É A ATUAL DIRETORIA DO SITHORESP que agora traz novos companheiros que se desiludiram com a chapa adversária e passaram integrar o nosso grupo, ADOMARIO, LAURINDO E EDSON. Eles foram acolhidos, não porque falta de pessoas para compor a chapa-1, mas porque são companheiros que desejam e podem ajudar a dar continuidade ao trabalho sério.

A diferença entre as chapas concorrentes é a seguinte:  A CHAPA-1  faz o SINTHORESP  crescer vigorosamente. De 4 maquinas de escrever para 700 computadores.

O encabeçador da chapa-2 é diretor da  Federação- FECHSESP – que está prestes a desaparecer do mapa, lavada ao absoluto estado de ruina, já colocou à venda a própria sede.

É muita cara- de- pau: eles não têm capacidade para administrar a federação que está morrendo em suas mãos, mas querem confundir os nossos associados para que permitam que eles façam o mesmo no sinthoresp. O TRABALHADOR NÃO É  BOBO!!!!!!!

dizem que o sindicato tem dívidas, mas querem tomar conta dele mesmo assim. Pensam que os trabalhadores são tolos? Estão enganados, mais uma vez. A VITÓRIA TEM NOME. A VITÓRIA CHAMA-SE CHAPA UM – GILBERTO, CALASANS, EDIMENDO, RUBENS, JOÃO LIMA, FREITAS, LEONOR  E COMPANHIA.

A atual diretoria, que é a chapa-1, luta pela aposentadoria especial para garçons e cozinheiros; luta pela regulamentação da cobrança da gorjeta em nota, luta por melhorias salariais, tendo conseguido agora em julho 9,5% (2,57% de aumento real) enquanto sindicatos que fizeram longa greve conseguiram 8,5%.

A chapa-1 combateu o tabagismo em local fechado porque sabe que a saúde é o que há de mais importante para a classe trabalhadora.  Enquanto isso o pessoal da chapa-2 defendia o discurso patronal contra a Lei antifumo, a ponto de ser censurada pelo Médico Dráuvio Varella.         

Enquanto isso a CHAPA-2 apenas afunda a FECHSESP cujo presidente está desde 1964 e andou entregando “comunistas” ao regime militar.       

 As Centrais Sindicais, nenhuma delas apoia a Chapa-2. Os sindicatos de nosso setor, filiados à força sindical, no Estado de São Paulo são 8 (oito). Nenhum concorda com o apoio integral da Central. Ameaçam até a virem a se desfiliar. Apenas um setor da FORÇA SINDICAL, justamente um sindicato criado para colaborar com a McDonald’s é que está dando muito dinheiro para o encabeçador da chapa-2. É dinheiro grosso na mão de um deles que não sabe exatamente quem.  Aliás, eles iludem pessoas inexperientes para compor a chapa, mas quem ganha mesmo muito dinheiro não aparece para dividir com os demais. Basta ver que os candidatos da chapa-2 são quase todos desconhecidos no seio da categoria. Pessoas simples, desligadas de tudo. Os malandros acham bom que seja assim para abocanhar o dinheiro sozinho, tranquilamente.      

O próprio Paulinho está fazendo vista grossas para não contrariar esse pessoal que, segundo dizem, é parente dele por afinidade. Ele já deixou claro que não concorda com a criação de tal sindicato que é filho ilegítimo de uma empresa.

 

Deus em primeiro  LUGAR

(Francisco Calasans Lacerda) – CHAPA UM

Deus em primeiro lugar

Na hora de semear

E na hora de colher

É assim que eu penso

Eu ajo pelo bom senso

Que me manda agradecer

 

Ninguém faz nada sozinho

Ele me deu com carinho

Companheiros de valor

E vem daí o progresso

Não é só meu o sucesso

Não sou eu só, o vencedor

 

O meu grupo é decente

Tem no peito a chama ardente

Do ideal que professa

Apego à coletividade

Cultuando a lealdade

Sem engodo, sem promessa.

 

Quem na trilha certa caminha

Não se cansa nem definha

Fitando o lindo horizonte

Andando sempre para afrente

Confiante e sorridente

Sua conquista é exuberante.

CHAPA UM

 

Por conta dessa firmeza

Meu grupo tinha a certeza

E trabalhou com dedicação

O Sinthoresp agigantou-se

Entre os grandes projetou-se

Causando admiração

 

Quem tem boca diz o que quer

Mas quem ser justo quiser

Terá olhos para enxergar

O grupo fazer mais queria

Mais satisfação lhe daria

Mas, nós vamos chegar lá!

 

Unidade Trabalho Honestidade

Eis a tríade da Verdade

Na Chapa Um está gravada

Uma vontade poderosa

Sempre a fez vitoriosa

É a tríade consagrada

 

Para votar sem perigo

Ouça sempre o mais antigo

Ele conhece a história

Você não viu acontecer?

Então, não fique sem saber

Não jogue seu voto fora!

 

CHAPA UM

 

 

Votar na Chapa Um

É o gesto mais comum

De quem vota corretamente

O voto é algo sagrado

E quem ficar do nosso lado

Está andando pra frente

 

Da verdade só tem medo

Quem faz de tudo segredo

Sem gostar da transparência

Não tem a atual diretoria

Essa estranha mania

Não tem peso de consciência

 

Trabalho bom e direito

Consegue o fruto perfeito

Isso ninguém ignora

Quem sempre trabalhou bem

Sabe sempre o que convém

Não jogue seu voto fora

 

A gente colhe o que semeia

Não se faz casa na areia

Sem alicerce de pedra

Do trabalho vem o progresso

O meu esforço eu não meço

Quem tem preguiça não medra

CHAPA UM

 

Eu me orgulho não nego

O objetivo a que me apego

Costumo sempre alcançar

Pois nunca me falta a fé

Sei que quando Deus quer

Ninguém consegue obstar

 

O Sinthoresp cresceu

Eu sei que não fui só eu

Meu grupo se empenhou

Mas quem tem um grupo assim

Não faz nada de ruim

E colhe o que semeou

 

Meus colegas de profissão

São da mesma opinião

Vem daí o seu apoio

Na Bíblia ou na cartilha

A gente aprende essa trilha

E separa o trigo do joio

 

Sou candidato e estou seguro

Do que farei no futuro

Para a alegria geral

Meu grupo jamais esmorece

E o progresso só acontece

Pela força de um ideal

 

CHAPA UM

 

Essa minha segurança

Emana da confiança

Que tenho em meus companheiros

Confiança não se profana

Quem pensar que os engana

Vai ter que aprender primeiro

 

Uma sucessão de vitórias

Do Sinthoresp a história

Tem a força da razão

Todos me conhecem bem

E sabem o que convém

Quando chega a eleição

 

Deus sempre está comigo

É n’Ele que eu me abrigo

Para não decepcionar

Vem das urnas o resultado

Que diz que o associado

Sabe bem em quem votar

 

É por isso meu companheiro

Que aquele que vem primeiro

E gosta de trabalhar

Pela força de sua vontade

Agindo com honestidade

Tem tudo para agradar

 

CHAPA UM

 

Gente que tem despeito

Quando vê o prato feito

Quer logo se desfrutar

Nunca dá nada de si

E além de se servir

Exige o melhor lugar

 

Felizmente a categoria

Tem a sua sabedoria

Não é de se enganar

Escuta todos os recados

Separa o certo do errado

Na hora que vai votar

 

Temos em nosso pensamento

Que Deus lá do Firmamento

Atende o nosso pedido

Quando a fé e a humildade

Pressupostos da verdade

Sustentam nossos sentidos

 

Assim eu vou sempre em frente

Não penso em ser diferente

Na busca do bem coletivo

Pensar forte não me constrange

Eu gosto de olhar para longe

Com pensamento positivo

 

CHAPA UM

 

Foi Deus que me fez assim

Quem tiver inveja de mim

É só fazer o que eu faço

Procurar fazer o bem

Sem distinção de ninguém

Para não temer o fracasso

 

De um eu fiz um cento

De nove fiz novecentos

Porque sei multiplicar

Vivendo feliz como vivo

Não vejo nenhum motivo

Pra meu destino mudar

 

O meu sucesso é perene

E não há quem o condene

Quem condenar é covarde

Vem de meus pais a vocação

Eu sei que a minha razão

É fruto da honestidade

 

No berço dos sonhos meus

Cultivo a presença de Deus

Para alcançar a realização

E vou andando com calma

Sentindo o conforto d’alma

Da enorme satisfação 

 

CHAPA UM

 

Seria viver a esmo

Realizar para si mesmo

E não para o social

Na contramão de uma pista

Sempre encontra o egoísta

O obstáculo fatal.

 

Eu ainda não fiz tudo

Metade  do meu estudo

Eu preciso fazer mais

Nestes versos me devoto

Ao pedido de seu voto

Para trabalhar em paz

 

Só o portador de demência

Desprezaria a experiência

Quem já fez e fazer saberá

Sinthoresp não é um brinquedo

Por isso a classe tem medo

E não quer se aventurar

 

Nosso time está vencendo

A bola está sempre correndo

De quando em quando sai o gol

Quem mexe em time ganhando

Quase sempre está errando

Título Nenhum conquistou

 

CHAPA UM

O voto é a arma do cidadão

Precisa haver convicção

É coisa séria votar

Quem já mostrou que é capaz

Só preciso de apoio e de paz

Para poder trabalhar

 

Calasans, Mário e Gilberto,

Fizeram o trabalho certo

Depois vieram os demais

Edimundo, Freitas, Leonor e Melo

São da corrente o forte elo

Que não se rompe jamais

 

Américo, Gregório e Josuel,

Cumprem bem o seu papel

Formam o Conselho Fiscal

Suplentes e Delegados

Formando o dileto quadro

De um grupo sem igual

 

Das sub sedes os diretores

Tornaram-se professores

Em sua administração

Não se faz isso num instante

Parece muito arrogante

A turma da oposição.

 

 

CHAPA UM

Nossos bons Delegados

Todos eles habilitados

Acompanhando audiências

São companheiros treinados

Com processos habituados

CHAPA UM é experiência

 

Imagine só companheiro

Um grupo de aventureiro

Totalmente despreparado

Assumir um sindicato

Que nem conhece de fato

Tem tudo para dar errado

 

É um convite à reflexão

Teria que haver forte razão

Para não deixar continuar

Uma diretoria já formada

Que já conhece a estrada

Por onde se há de passar

 

O tempo de experiência

Não é inconveniência

Ao contrário, é importante.

Sinthoresp já é uma empresa

E desprezar a certeza

Seria um erro aberrante

 

CHAPA UM

 

Não há inconveniente nenhum

Em votar na CHAPA UM

Que dá exemplo de seriedade

Quem vota errado fica tenso

É uma questão de bom senso

Um ato de responsabilidade

 

Para alguém ser contratado

Traz no currículo o passado

Que demonstra sua aptidão

Isto é válido para candidatos

Que tragam os seus relatos

Quem participa de oposição.

 

Ninguém aprova a arrogância

Mas é de grande importância

Que se exija a comprovação

É possível que alguém pense

Que só a critica convence

Como faz sempre a oposição

 

É por isso que os associados

Que já estão aposentados

Por conhecer bem a história

Já sabem em quem vão votar

Jamais se deixam enganar

Pois têm tudo na memória

 

 

CHAPA UM

 

Quanto ao jovem associado

Que não conhece o passado

Chegou vendo o que está feito

Com certeza os mais conscientes

Consultam os mais experientes

E votam certo do mesmo jeito

 

O argumento do aventureiro

É falar o tempo inteiro

Do longo tempo da situação

Como se isso fosse defeito

Pretende negar um direito

Sem qualquer fundamentação

 

Os sucessivos mandatos

O que comprovam de fato

É o apoio da categoria

Forma de reafirmação

Ocorre na reeleição

Na qual o ruim perderia

 

O mesmo espaço de tempo

Eu para olho e contemplo

Uma curiosa situação

A oposição não convence

A CHAPA  UM sempre vence

Para dar continuação

 

CHAPA UM

 

A verdadeira democracia

No seio do povo principia

Cuja vontade é soberana

Quem souber se comportar

O povo deixa continuar

Ao povo ninguém engana

 

A vantagem da permanência

É o vigor da experiência

De quem com o tempo aprendeu

Projeta melhor o futuro

Quem teve um passado seguro

Quem mais problemas resolveu

 

Grandes empresas organizadas

Procuram pessoas preparadas

Que possam isso demonstrar.

Não dão trela aos bazofeiros

Pacóvios, pacholas e embusteiros.

Competência é o que vai vigorar

 

É correto o procedimento

Que fortaleça o empreendimento

Não convém se aventurar

Isso já está comprovado

A busca de aposentado

Tornou-se peculiar

 

CHAPA UM

 

Quem gosta de trabalhar

Tem o direito de só parar

Na hora que bem quiser

Há pessoas respeitáveis

Que se tornam indispensáveis

Pessoas que merecem fé

 

O povo sabe expulsar

Sabe também conservar

Portanto sabe o que quer

O tempo é bom conselheiro

É do saber o parceiro

Basta querer aprender

 

Ninguém dá o que não tem

Disso não escapa ninguém

Pois não tem de onde tirar

Quem só pega trem andando

Vive sempre se machucando

E não tem o que ensinar

 

É melhor pensar seguro

Passado, presente e futuro,

É a vida a ensinar.

Quem aprendeu no passado

No presente é consagrado

Porque sabe projetar

CHAPA UM

 

Desprezar quem sabe mais

Ao bom senso não satisfaz

Só à inveja justifica

É esse sentimento nocivo

Repugnante e destrutivo

Que o fracassado pratica.

 

Precipita-se no abismo

Quem procede com cinismo

Pois da verdade se distancia

A verdade conforta e protege

Dela não gosta o herege

Que vive em desarmonia

 

O Brasil merece a glória

E quem faz a sua história

Tem o dever de refletir

Protegendo o que é honesto

Combatendo o que é funesto

Com o dever de construir

 

Construir é fazer progresso

Só Justifica o seu sucesso

Quem mostra os calos das mãos

Isso não consegue o vadio

Que não tem cérebro sadio

Que não conhece a boa ação

 

 

CHAPA UM

 

O homem quando é direito

Não vive botando defeito

Em quem já tem tradição

Ele prefere a decência

Agindo com consciência

Como faz um cidadão

 

Tem a pior qualidade

Quem exercita a maldade

Com injúria e difamação

Não lhe convém querer ver

Para não reconhecer

Do vizinho a boa ação

 

Tem gente que não trabalha

Mas sua presença atrapalha

É bom que fique distante

Quem já fez, sabe o que faz

Só quer trabalhar em paz

Em sua labuta constante

 

Trabalho é fonte de alegria

E esta é a melhor energia

Que conforta e dá prazer

Vamos deixar continuar

Quem tem alegria para dar

Como razão de viver

 

CHAPA UM

 

A atual Diretoria

Tem por filosofia

Valorizar o trabalho

Pelo caminho certo

Ainda que no deserto

Ela não busca o atalho

 

Pela estrada verdadeira

A chegada é mais certeira

Eis ai a convicção

Às vezes encurtar caminho

Tem um efeito daninho

E a gente perde a razão.

 

Quem busca o caminho certo

Não quer saber se é mais perto

Pois o que importa é chegar

Chegar ao ponto almejado

No plano que foi traçado

Para depois festejar

 

Quem age com autenticidade

Está sempre com a verdade

E enfrenta qualquer sacrifício

De quem somente critica

Lembrança boa não fica

Pois não triunfa o artifício

 

CHAPA UM

 

O verdadeiro vitorioso

Pode dizer orgulhoso:

Devo ao trabalho o que sou.

Ele detesta o vadio

Mas procura não ser hostil

Assim preserva o seu valor

 

A altivez de quem trabalha

É a virtude que agasalha

A força que vem de Deus

Os calos que tem nas mãos

Dão-lhe a grande satisfação

Por tudo que desenvolveu

 

É bom guardar na memória

Que a sucessão de vitórias

É o ponto mais positivo

Pois ganha só quem merece

A reeleição sempre acontece

Se o progresso é ostensivo

 

No Sinthoresp a Chapa UM

Não faz segredo nenhum

Sempre foi a preferida

Pois quem vê o que ela fez

Sabe que ela faz outra vez

É assim que ensina a vida

 

CHAPA UM

 

Por ser questão de consciência

Também por conveniência

A oposição deveria se conformar

Ao ver que não tem possibilidade

Para o bem da própria entidade

A grande despesa evitar.

 

É fato realmente comprovado

A eleição tem gasto dobrado

Que a oposição poderia evitar

Para preservar a democracia

Concorrendo em harmonia

Sem querer tumultuar

 

Estimular a reflexão

É dever de cidadão

O sábio sempre agradece

Quem vive sem meditar

Vive sempre a errar

E é quem mais padece

 

Assim como os calos nas mãos

São os cabelos brancos a certidão

De uma vida de experiência

Coisa que os sábios preservam

Pois do passado conservam

O que se fez com inteligência

 

CHAPA UM

 

Eu fiz um trono em minha mente

Pra se sentar o Onipotente

E dali poder reinar

Pra comandar tudo o que faço

E afastar todo o embaraço

Que me impeça de triunfar

 

É Deus em primeiro lugar

Já disse e torno a falar

Pois sem Ele nada se faz

Gente velha ou gente moça

É d’Ele que vem a força

Que tira a guerra e põe a paz

 

Quando o esforço é comum

Como ocorre na  Chapa Um

Deus abençoa e protege

Na campanha eleitoral

Ele separa o bem do mal

E o verdadeiro se reelege

 

Deus não é só brasileiro

Ele é do mundo inteiro

Vendo tudo o que gente faz

Temos todos que saber

Não adianta esconder

Ele de tudo é capaz

 

CHAPA UM

 

Por isso é que não me iludo

Se Ele participa de tudo

Sua Luz me faz enxergar

Pra fazer tudo bonito

Pra Ele lá do infinito

Querer me abençoar

 

Ninguém consegue tomar

As coisas que Ele nos dá

Disso tenho certeza

Mares, rios, desertos, serras,

Tudo o que existe na Terra

É obra da Natureza.

 

Vem dai a força que eu tenho

É com ela que eu desempenho

Meu trabalho que é decente

Quem é do bem vem me ajudar

Quem é do mal quer condenar

Mas eu sempre sigo em frente

 

Chapa Um é um grupo forte

Quando Deus dá esta sorte

Ninguém consegue mudar

Pois Ele sabe tudo o que faz

E tudo que sorte nos traz

Devemos saber conservar

 

CHAPA UM

 

Um século ou um minuto

Na semente ou no fruto

Sua Vontade está presente

O que num século acontece

Num minuto se enaltece

Para Deus é indiferente

 

Se Deus me fez venturoso

Serei sempre vitorioso

Ninguém queira contrariar

Essa força é absoluta

Quem contra ela labuta

Vai perder até cansar

 

É uma força bendita

E quem nela acredita

Temor algum vai sentir

O que vier se enfrenta

Cada vez mais ela aumenta

Ninguém pode resistir

 

Força do amor e da verdade

Dela não gosta o covarde

Pois sabe que vai perder

Pois a firmeza da razão

Sempre que entrar em ação

O seu destino é vencer

 

CHAPA UM

 

A Chapa Um preconiza

A vitória que suaviza

Por ser de toda a categoria

Se a classe toda é abrangida

A Chapa Um é a preferida

Porque votar é sabedoria

 

Só um indivíduo egoísta

Se sente especialista

E pensa que vence só

É confortante a vitória

E nos ensina a História

Sendo de todos é melhor

 

Chapa Um é nobre ideal

Tem motivo especial

Pra querer continuar

Pois já fez e esta fazendo

O que todos estão querendo

Vamos ter que inaugurar

 

Chapa Um tem na cabeça

E vai fazer com que aconteça

O que pede a categoria

É preciso que a obra ande

E a Colônia de Praia Grande

Será mais uma alegria

 

CHAPA UM

 

O imóvel da Barra Funda

De utilidade profunda

Terminamos de pagar

Logo estaremos mudando

Perto do fórum trabalhando

Mais  tempo vamos ganhar

 

Nosso hotel funcionando

Já está nos ajudando

Precisamos ampliar

Trabalhando sempre lotado

Precisa ser ampliado

Pelo prédio da Rua Taguá

 

Administra mais seguro

Quem enxerga o futuro

E sabe tomar decisões

Nosso hotel precisa crescer

Para que possa atender

Aproveitando as ocasiões

 

Mas nosso piso salarial

Vai melhorar, afinal?

Pergunta a oposição.

Não será falta de luta

Mas o patrão só escuta

Quando grita a multidão

 

CHAPA UM

 

Todos devem ir às assembleias

Para defender suas ideias

A campanha começa é assim

O que põe o debate para frente

É uma assembleia convincente

Compacta do principio ao fim

 

Chapa Um tem disposição

Não por outra razão

Tudo o que já conquistamos

Porém nossos tribunais

Mais parecem nossos rivais

Não ouvem nossos reclamos

 

Disse  bem nosso Romário

Preocupado com o proletário

Sobre o turismo brasileiro

Dizendo que só faz sentido

Um turista ser bem servido

Servindo-se ao povo primeiro

 

Já o Ronaldo desconversou

Falando que nem doutor

Disse que tudo vai muito bem

Como já é um milionário 

Quer fazer a gente de otário

Defendendo o que lhe convém

 

CHAPA UM

 

Ninguém deve ignorar

O sistema que ai está

O trabalho não valoriza

Defende a Constituição

Para manter sua ambição

Sem pagar o que ela autoriza

 

Pareceu-nos muito mesquinho

O que fez o Vicentinho

Oriundo da classe operária

Relator do salário mínimo

Propôs um aumento ínfimo

Com sua tese imaginária

 

Uma boa mobilização

Pode mudar a opinião

De um tribunal conservador?

Então, se aluta é de todos

Vamos sair desse engodo

Cada um tem seu valor

 

Vamos esquecer a rivalidade

E nos unirmos com vontade

Pelo interesse geral

Comecemos nossa “odisseia”

Com presença à assembleia

Como passo inicial

 

CHAPA UM

 

A rivalidade somente divide

Se ainda há quem duvide

Só tenho que lamentar

O que fortalece é a união

Sempre tive esta opinião

Não vejo como mudar

 

O sujeito que não participa

Depois fica metendo a ripa

Não merece consideração

Pois é coisa de covarde

Ficar fazendo alarde

De sua imaginação

 

Quem tem medo que se cale

Fique quieto e nada fale

Mas não venha atrapalhar

Tolerância tem limite

Quem só sabe dar palpite

Vá falar em outro lugar

 

Mas vamos falar do positivo

Desertor ou fugitivo

Não constrói nada de bom

Sempre a fé e a coragem

Conduziram a carruagem

E na orquestra deram o tom

 

CHAPA UM

 

A Chapa Um é destemida

Jamais ficou escondida

Disso ninguém a acusa

Mas a gente sabe que existe

Outro grupo que persiste

Numa tendência obtusa

 

Só pode falar com razão

Quem teve participação

Para saber quem falhou

Atitudes das mais nocivas

É viver fazendo evasivas

Só por inveja ou rancor

 

Quem nossa história conhece

Sabem bem o que acontece

E só vai falar por despeito

Só para fazer um resumo

Apoiamos a lei antifumo

Nós merecemos respeito

 

Mas vimos a oposição

Ficar do lado do patrão

E contra a categoria

Subserviente atitude

Pois era a nossa saúde

Que aquela lei defendia

 

CHAPA UM

 

Andando na contramão

O grupo da oposição

Dos patrões ouviu a súplica

E vejam que covardia!

O seu discurso aplaudia

Em plena audiência pública

 

Às vezes se torna preciso

Para evitar prejuízo

Ficarmos do mesmo lado

Porém jamais faz sentido

Apoiar com forte alarido

Sem se estar bem informado

 

Saúde é o bem mais importante

Mas a oposição delirante

Preferiu ficar do lado errado

Esquecendo seu companheiro

Que aspirava o dia inteiro

O fumo já tão condenado

 

Não se pode cometer ato falho

Nas condições de trabalho

A saúde tem maior valor

A lei fez tal benefício

E a oposição o sacrifício

Quis impor ao trabalhador

 

CHAPA UM

 

Combatendo a lei antifumo

A oposição em resumo:

Foi contra ao trabalhador

E ainda teve coragem

De pagar uma reportagem

Que muito caro custou

 

Fez isso meu companheiro

Gastou o nosso dinheiro

Em jornal de grande circulação

Dizendo que os restaurantes

Fechariam no mesmo instante

Que os patrões tinham razão

 

A lei venceu e se propagou

Nenhum restaurante fechou

Nossa classe ficou protegida

O desemprego não ocorreu

E o melhor aconteceu:

Uma melhor forma de vida

 

Não ocorreu o desemprego

Que esse grupinho de pelegos

Começou a proclamar

Depois de agir tão mal

O grupinho cara-de-pau

Vem agora se candidatar

 

CHAPA UM

 

Para ser sindicalista

Tem que ser idealista

Querer justiça social

Para que isso aconteça

Precisa ter boa cabeça

Além de um forte ideal

 

A Chapa Um tem tudo isso

O seu maior compromisso

É o próprio trabalhador

Agindo com independência

Prestando toda assistência

Reconhecendo o seu valor

 

Chapa Um tem tradição

Jamais perdeu sua razão

Tudo que faz é bem feito

Venha uma, duas, ou três

Ninguém contra ela tem vez

Vai ganhar do mesmo jeito

 

O grupo da oposição

Vive numa federação

Que nada fez e nada faz

Devia se envergonhar

Não sabe administrar

Leva a entidade pra traz

 

CHAPA UM

 

A federação dos faladores

Já contou com alguns valores

E chegou a prosperar

Mas de repente estacionou

E esse grupo em nada ajudou

Porque não soube ajudar

 

Porque queríamos crescer

Tão logo começou a viger

A Constituição Federal

Para equilibrar com o dos patrões

E evitar duas convenções

Estendeu-se a base territorial

 

Isso foi bom para o trabalhador

Pois seu salario aumentou

Mas não gostou a federação

Sua arrogante diretoria

Sem pensar na categoria

Decretou nossa expulsão.

 

Sem demonstrar a menor estima

Calasans, Gilberto e João Lima

Condenados sem compaixão

Expulso por uma diretoria

Cuja arrogância e covardia

Reinava na federação

 

CHAPA UM

 

Mas, quer saber quem perdeu?

Nem Gilberto, nem João Lima, nem eu

O tempo está ai para dizer

Perdeu a federação seu melhor parceiro

O SINTHORESP que foi o pioneiro

Ajudando em tudo que ela pode fazer

 

Sem nossa participação

Perdeu a orientação

Que a mantinha ativa

Começou a estagnação

Sem qualquer realização

Nem se sabe se está viva

 

Tornou-se simples balcão

De apoio a oposição

Que até ali já fez morada

Talvez sem pagar aluguel

Já não cumpre o seu papel

Qual casa desmoronada

 

Mas esse grupo de pretendentes

Bem poderiam ser diferentes

Se de fato fossem capazes

Fariam a entidade prosseguir

E não deixariam a casa cair

Mostrariam que são tenazes

 

CHAPA UM

 

Ora, se ali o grupo não foi feliz

Então porque é que ele diz

Que aqui existe defeito?

A indagação é sintomática:

Por que não por em prática

Já que sabe fazer bem feito?

 

Ali a coisa se definha

E a entidade já caminha

Para sua extinção

A oposição esconde tudo

Conivente com o absurdo

E ainda quer ter razão!

 

A lógica é destemida

Não gosta de dar guarida

À falta de argumentação

Fosse o grupo competente

Tudo ali estava diferente

O progresso em evolução

 

É lógico, é claro, é evidente!

Quem não sabe andar pra frente

Que não se meta a conduzir

Ninguém quer andar para traz

A Chapa Um sabe o que faz

Tem seu caminho a seguir

 

CHAPA UM

 

 

Porém o grupo simplório

Quer fazer de ambulatório

Um sindicato que prospera

Se tivesse boa intensão

Faria a experimentação

Ali mesmo aonde opera

 

Quando fala da arrecadação

Não lhe vem à imaginação

Da assistência a despesa

Por isso quem é inteligente

Desconfia imediatamente:

Vai estancar, com certeza!

 

Claro: pensando só no dinheiro

O que irão fazer primeiro

É reduzir a assistência

E com o que vai lhes sobrar

Poderão até patrocinar

Políticos de sua preferência

 

Fossem eles sindicalistas

Sua federação seria ativista

Na defesa da categoria

Porém, fazendo simples resumo:

Combateram a lei antifumo

Na mais ostensiva covardia

CHAPA UM

 

É difícil, mas quero acreditar:

Às vezes eu chego a pensar

Que nem todos estejam sabendo

Pode haver alguém de boa fé

Que quando a verdade vier

Estará se arrependendo

 

A verdade é forte, é valente.

Gostar de estar evidente

Em homenagem à justiça

Quem a pretender camuflar

Logo vai se desencantar

Pois a mentira é postiça

 

A Chapa Um pode ser superada:

Há muita gente qualificada

Isso ninguém contestaria

Temos bons administradores

Que são também trabalhadores

Pertencentes à categoria

 

Mas esses nobres companheiros

Preferem ser nossos parceiros

E nos ajudam a administrar

Não lhes falta a competência

Sem cometer interferência

Sabem como nos ajudar

 

CHAPA UM

 

Sabem ter discernimento

Prestigiam quem tem talento

E não desprezam a Chapa Um

É por isso que somos fortes

Quem é honesto tem sorte

O objetivo é comum

 

O Maestro harmoniza os tons

Os bons procuram os bons

Vem dai o reinado da Paz.

Quem é bom o melhor sempre quer

E por mais bem feito que fizer

Sempre melhora o que faz

 

A Chapa Um sempre fez assim

Sempre afasta o que há de ruim

Na constante busca da perfeição

A categoria merece todo respeito

Aperfeiçoar o que já foi feito

É a melhor forma de gratidão

 

Por esse modo correto de agir

A Chapa Um consegue reunir

Os melhores para sua ação

Humanos, não podem ser perfeitos

Porém os que nos botam defeitos

Quase sempre não têm razão

CHAPA UM

 

A razão é de quem trabalha

Não assiste a quem atrapalha

Ela é amiga do progresso

A inveja é parceira da preguiça

Quem estimula a cobiça

Está sempre em retrocesso

 

Chapa Um é contentamento

Enfrenta qualquer argumento

Não tem medo de debater

Sabe o que faz e tem projeto

Sempre escolhe o caminho certo

Mais uma vez vai vencer

 

Chapa Um é pura união

Virtude que o bom cidadão

Sabe bem valorizar

Um grupo bem humorado

Que está sempre animado

Porque gosta de trabalhar

 

Chapa Um é convicção

Na busca da perfeição

Que um dia irá alcançar

Pois pensar que é perfeito

E ficar do mesmo jeito

É querer estagnar

 

 

CHAPA UM

 

Chapa Um é fortaleza

Porque sua natureza

É crescer, é prosperar.

É andar sempre pra frente

Na labuta permanente

Até seu alvo alcançar

 

Chapa Um é amizade

É exemplo de igualdade

Porque todos têm valor

Diretores e associados

Estão sempre irmanados

Na fé com o mesmo fervor

 

Chapa Um é chave da vitória

Ela escreve sua história

Com gratidão e humildade

Por isso sempre foi forte

Pois teve sempre por norte

O combate à vaidade

 

Chapa Um é simplicidade

Pois busca a prosperidade

Pelo trabalho simplesmente

Pois ele é fonte de riqueza

Quem trabalha tem certeza

Da vitória permanente.

 

CHAPA UM

 

Chapa Um é poesia

Veja com que alegria

Estou aqui a rimar

Eu sempre digo em versos

A crença que eu professo

Sem qualquer medo de errar

 

Trabalhadores hoteleiros

Nós somos os pioneiros

Na arte de Bem- Servir

A alma da hospitalidade

A chama da fraternidade

Em nosso peito se faz sentir

 

Nosso trabalho é universal

Seu valor é tradicional

Pois trabalhamos com alegria

Tudo que se fizer preciso

Faremos com doce sorriso

O sorriso é a nossa energia

 

Somos pacíficos e ordeiros

Só queremos ser hospitaleiros

Pela grandeza de Nosso Brasil

Precisamos mostrar ao estrangeiro

A amizade do povo brasileiro

Que é amável, mas não é servil.

HAPA UM

 

Amamos  o nosso sindicato

Que lutando não comete desacato

De nossos direitos não abre mão

Sabemos o que nos convém

Agimos pela força do bem

Conservando  nossa união

 

Ter ética em nossa profissão

Saber ouvir com discrição

Ouvir, guardar e calar

Dos clientes saber ser amigo

Quase sempre servir de abrigo

A quem precisa desabafar

 

Somos amados verdadeiramente

Sabemos conservar os clientes

Que nem conhecem o patrão

Alegres, prestativos e educados,

Com todos, o mesmo cuidado.

É nossa feliz vocação

 

No sindicato devemos votar certo

No trabalho que conhecemos de perto

Não devemos jamais aventurar

Chapa Um  é convincente

Seu trabalho honesto e decente

Ninguém vai querer mudar

 

CHAPA UM

 

Deus em primeiro lugar

Devemos sempre reforçar

Porque vencer é preciso

A vitória d’Ele depende

Esperar por Ele não ofende

Nem vai causar prejuízo 

 

Deus nos deu a inteligência

Por isso a interferência

Ele não gosta de fazer

Ele nos deu a liberdade!

Para buscar a capacidade

Porque isso é saber viver

 

Quem aprende bem a lição

Trabalha com satisfação

Para contar com Sua ajuda

Só quem trabalha prospera

Não é sonho nem quimera

Nem só esperar que Deus acuda

 

Deus nos manda lá de cima

A coragem que nos anima

Mas gosta de ver nossa ação

Ele abençoa a capacidade

Que vem da força de vontade

De quem busca a convicção

A CHAPA UM TEM RAZÃO!

CHAPA UM

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s